Vida Ativa

Vitória

› Academia Popular da Pessoa Idosa

Mais um bairro foi contemplado com a Academia Popular da Pessoa Idosa (APPI). Depois de Romão e Nova Palestina, agora é a vez de Redenção receber a estrutura. O espaço, na Baía Noroeste, é coberto e conta com aparelhos voltados para a terceira idade, pois são exercícios de baixo impacto. São aparelhos modernos, resistentes à ação do tempo, contando com placa indicativa da maneira correta de cada exercício. Os equipamentos simulam atividades como caminhadas, remada e outros, sempre com o objetivo de alongar, fortalecer e desenvolver a musculatura e trabalhar a capacidade aeróbica.

› Mercados expõem artesanatos típicos da região

Mercado São Sebastião: O Centro de Referência do Artesanato Capixaba funciona no Mercado São Sebastião, prédio de arquitetura neocolonial construído na primeira metade do século XX. O espaço abriga exposições de artesãos, comercialização de produtos e lanchonete. Nos 14 boxes é possível comprar especiarias, condimentos, licores, alimentos artesanais e lembranças tematizadas sobre Vitória e o Espírito Santo.

Endereço: Avenida Paulino Muller, Jucutuquara

Horário de funcionamento: de terça a sexta-feira, das 14 às 20 horas, e aos sábados, das 10 às 18h.

Mercado Capixaba: Projetado pelo arquiteto Joseph Pitilick e construído para substituir o antigo mercado municipal, possui formas ecléticas e neoclássicas. Tombado em nível estadual, o prédio foi inaugurado em 1926. Acessível por duas avenidas - Princesa Isabel e Jerônimo Monteiro -, oferece artesanatos em argila, palha, bambu, entre outros.

Endereço: Avenida Princesa Isabel, 251, Centro.

Telefone: (27) 3322-6805

Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 19 horas, e aos sábados, das 8 às 16h.

Mercado da Vila Rubim: Inaugurado em 1969, foi reconstruído sobre uma área de 4 mil metros quadrados, após um grande incêndio em 1994. Abriga 425 lojas. Além de artesanato, quase tudo é possível encontrar lá: temperos e ervas medicinais, artigos de umbanda, pescado, aves, pequenos animais, doces, roupas, doces, entre outros produtos.

Endereço: Rua Orlando Rocha, 92, Vila Rubim.

Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas, e aos sábados, das 8 às 14h.

› Lazer e contato com a natureza

Lazer e contato com a naturezaOs parques abertos à população são opção de lazer para crianças e adultos em Vitória. O mais antigo deles é o centenário Parque Moscoso, um ótimo espaço para brincar, andar de bicicleta, jogar bola ou simplesmente contemplar a natureza. O chafariz é uma atração à parte. Mesas para jogos, campo de futebol de areia, lago com peixes e pontes completam o cenário. Esportes ao ar livre também têm vez no Parque Barreiros, que conta com campo de futebol, quadra de bocha, pista de caminhada e muita área verde. Já no Parque Pedra da Cebola, há muito espaço para uma atividade física, como caminhada e corrida. Um mirante que permite ver boa parte da cidade é outra atração.

› Casa Porto será reaberta

Pinturas originais foram encontradas nas paredes da casa do Barão de Monjardim, hoje Casa Porto das Artes Plásticas, no Centro. A descoberta aconteceu durante a restauração e ampliação da edificação, que é de 1903. As imagens foram restauradas e serão destaque na reinauguração do local, que completa 110 anos em 2013 e deve reabrir até o início de 2014. Após a reforma, a Casa Porto terá todo o seu primeiro andar voltado para oficinas e acervo técnico. Já o segundo andar receberá exposições. Ao lado do prédio, foi construída uma nova estrutura: o Ateliê do Artista Residente. Com um acervo de mais de 200 obras, ela vai sediar exposições de artistas locais e nacionais e eventos culturais ligados às artes plásticas. O endereço da casa Porto, para quem quiser visitar as obras, é Praça Manoel Silvino Monjardim, 66, Centro (antiga sede da Capitania dos Portos).

› Cultura via Facebook

A Secretaria de Cultura de Vitória criou um espaço no Facebook (www.facebook.com/SemCVitoria) para divulgação de eventos e atividades. É uma boa chance de os usuários da rede social manterem-se atualizados sobre o que acontece na capital capixaba. A maioria das exposições e eventos anunciados tem entrada gratuita. Vale a pena consultar.

› Cerâmica capixaba

Se a tradicional moqueca capixaba, conhecida nacionalmente, tem de ser feita em panela de barro, nada mais justo do que as paneleiras, fabricantes artesanais das autênticas panelas, terem um espaço especial para divulgar o seu trabalho. Vale a pena conhecer o galpão na Rua das Paneleiras, 55, em Goiabeiras. O funcionamento do local vai de segunda a sábado, das 8h às 18h.

› Museu do Pescador

O Museu Histórico da Ilhas das Caieiras Manoel dos Passos Lyrio, ou Museu do Pescador, como é mais conhecido, conta com uma sala de leitura com um acervo inicial de 244 títulos, entre livros de literatura voltados para crianças, jovens e adultos, além de espaço para acesso à internet. Os títulos selecionados priorizam histórias com elementos que fazem parte do cotidiano da comunidade. O museu fica na Rua Felicidade Correia dos Santos, s/nº, e funciona de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h.

› Internet liberada

A internet pode ser um grande instrumento de acesso à cultura, por meio, por exemplo, da visitação de acervos de museus e bibliotecas. Assim, é interessante saber que a prefeitura de Vitória colocou antenas para que seis áreas da cidade tenham sinal liberado para acesso à rede: Jardim Camburi, nas imediações da unidade de saúde; Ilha das Caieiras, ao longo da avenida Beira-Mar até o restaurante Desfiadeiras de Siri; Parque Moscoso, no Centro; Parque Pedra da Cebola, na Mata da Praia; Mercado São Sebastião, em Jucutuquara; e no Horto de Maruípe. Aproveite.

› Malhação em qualquer idade

Quem tem mais de 60 anos pode utilizar, gratuitamente, as Academias Populares da Pessoa Idosa (APPIs), espaços públicos para a prática de exercícios físicos com aparelhos instalados ao ar livre. São dez equipamentos, que servem para alongar, fortalecer, desenvolver a musculatura em geral e trabalhar a capacidade aeróbica.

Veja em que locais estão instaladas as academias:
• Praça Mario Elias da Silva, Jardim Camburi
• Praça dos Desejos, Praia do Canto
• Parque Moscoso, Centro
• Parque Municipal Baía Noroeste, Santo André
• Parque Municipal Horto de Maruípe, Maruípe
• Orla de Maria Ortiz / Jabour
• Orla de Nova Palestina

› Casa do Folclore

Vitória conta agora com um centro cultural voltado às tradições populares do estado, a Casa do Folclore Hermógenes Lima Fonseca, aberta em setembro deste ano. O local abriga uma exposição de objetos relacionados a manifestações folclóricas, como máscaras e tambores de congo, além de acervo de vídeos e livros sobre o folclore nacional e local. A entrada é franca e o centro cultural fica na rua Professor Arnold, 67, bairro Nazaré. O horário de funcionamento, de segunda a sexta-feira, vai das 9h às 17h.

› Escrito nas estrelas

Em qualquer idade, ver estrelas é um grande programa. Por isso, o Planetário de Vitória tem sessões para diferentes faixas etárias. O Céu de 1500 narra a viagem de descobrimento do Brasil; Nordon a Shalissa conta a história de duas crianças surpreendidas pela visita de um extraterrestre; Universo na Mente das Crianças é voltada a crianças a partir de quatro anos e retrata os planetas como se fossem seres vivos; e o Reconhecimento do Céu ensina ao público truques que possibilitam reconhecer as estrelas e suas respectivas constelações. O planetário fica na avenida Fernando Ferrari, 514, Campus de Goiabeiras da Ufes, e há sessões às sextas-feiras, às 19 horas, e aos sábados das 14h às 18h (uma por hora).

› Convento de Nossa Senhora do Monte do Carmo


O Convento de Nossa Senhora do Monte do Carmo foi fundado em 1682 por padres carmelitas. O conjunto era formado pelo convento propriamente dito, pela Igreja de Nossa Senhora do Monte do Carmo e pela Capela da Ordem Terceira. Todos possuíam estilo colonial, com linhas barrocas. Depois de um período de decadência, em 1910 o convento passou por ampla reforma, ganhando mais um andar, enquanto a igreja conventual recebeu uma roupagem eclética com influências do estilo gótico. Merece ser visitado. O convento fica entre as ruas Coronel Monjardim e Coutinho Mascarenhas, na Cidade Alta, e o horário de visitação vai das 9 às 17h, de terça a domingo.

› Passear na praça

Passear na Praça dos Namorados e na Praça dos Desejos é uma ótima opção para os fins de semana em Vitória. Localizados na Praia do Canto, os espaços têm funções complementares: na Praça dos Namorados, acontece todos os sábados e domingos, a partir das 17h, o projeto Artes na Praça, que traz uma feira de artesanato onde há grande variedade de comidas típicas. Já na Praça dos Desejos, o programa é praticar esportes nas pistas de patinação e skate, quadras esportivas e na ciclovia.

› Palácio Anchieta

Palácio Anchieta foi construído pelos padres jesuítas no século 16 e abrigou, até 1760, o Colégio de São Tiago. Situado na Cidade Alta, de frente para a Baía de Vitória, guarda o túmulo simbólico do padre José de Anchieta, que costumava percorrer a pé o trecho de aproximadamente 100km entre Vitória e o município de Anchieta, no sul do estado. O Palácio é utilizado como sede do Governo do Estado do Espírito Santo desde o século 18, sendo uma das sedes de governo mais antigas do Brasil. Merece uma visita. O endereço é Rua Pedro Palácios, s/nº, no Centro, e o prédio fica aberto ao público de terça a domingo, das 12h às 17h. O telefone é 3321-3500.

› Catedral Metropolitana

Turistas e moradores não podem deixar de visitar a Catedral Metropolitana, que teve sua construção iniciada na década de 1920 e concluída somente 50 anos depois. A catedral fica quase no mesmo local onde se erguia a antiga Matriz de Vitória e apresenta belíssimos vitrais, doados por famílias importantes da ilha. No subsolo encontra-se uma capela na qual estão sepultados os mais antigos bispos do Espírito Santo. De estilo neogótico, com nave, capela-mor, coro, sacristia, transepto e cripta, a igreja possui relevante interesse arquitetônico, principalmente por seu estilo único na capital. A catedral fica na Praça D. Luiz Scortegagna, na Cidade Alta, no Centro, e está aberta de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 14h às 19h. Aos sábados e domingos, a visitação vai das 8h às 11h e das 17h às 19h.

› Praça da Ciência

A Praça da Ciência é um espaço aberto de terça-feira a domingo e voltado para o lazer educativo, com brinquedos coloridos, instigantes e interessantes que incentivam o aprendizado das ciências. Lá se encontram, gratuitamente, monitores que guiam as visitas e apresentam os brinquedos, de forma a iniciar as crianças nos mistérios do universo. Situada à beira-mar, na Praia do Canto (vindo pela Avenida Nossa Senhora dos Navegantes), a Praça da Ciência recebe apenas visitas marcadas com antecedência pelo telefone 3345-0882.

› Cais do Hidroavião

Construído em 1939, o Cais do Hidroavião recebeu as aeronaves que fizeram os primeiros vôos entre Vitória e outras capitais do país. Hoje, totalmente recuperado e remodelado, de acordo com o projeto arquitetônico original, possui um restaurante de comida capixaba, lojas de artesanato e de produtos de papel reciclado e um posto de atendimento a turistas. O cais fica na Avenida Dário Lourenço de Souza, no bairro de Mário Cypreste. O telefone para informações é 3381-3181.

borda

Área Restrita

Área reservada apenas para associados e prestadores.